Equipa

Ana Henriques

Parentalidade Consciente, Educação Mindfulness e Emocional, Coach Familiar

Sou mulher, mãe, filha, entre muitos outros papéis, nasci a 19 de Julho de 1978.

Desde sempre apaixonada por pessoas, iniciei o meu percurso profissional em Recursos Humanos, no entanto, já antes de ser mãe sentia que o meu lugar na vida teria de ser de outra forma e daí ao enorme desgaste profissional foi um instante. Sabia que queria ser uma mãe presente e que a vida que tinha até então não era compatível… Depois de ter sido mãe tudo mudou e fui descobrindo o meu propósito. Fui construindo, peça a peça, um puzzle de novas aprendizagens relacionadas com o mundo infantil e adolescência. Descobri muito sobre mim nestas viagens e percebi que a maior transformação se dava dentro de mim.

Acredito profundamente que as mães são o motor das suas famílias e todas as aprendizagens que fui fazendo ao longo do tempo trouxeram-me ao meu propósito de vida inspirar e iluminar as famílias e todos os intervenientes educativos para um crescimento em consciência e em equilíbrio (corpo e mente).

 

Criei um ninho para acompanhar crianças, mães e acima de tudo famílias. Acredito que posso ajudar as famílias a transformarem as suas vidas iluminando o seu caminho, passo a passo rumo a relações familiares serenas e em harmonia. Ajudar as famílias a tomarem decisões informadas e a acreditarem nas suas capacidades inatas e a ouvirem a voz do seu coração. Ser mãe e pai é o maior curso de desenvolvimento pessoal da vida, estejamos nós dispostos a aprender a SER família.

Fundadora de OHANA, Famílias Conscientes by Ana Henriques.

  • Acompanho crianças de forma individual e/ou em grupo em aulas de yoga, educação mindfulness e educação para as emoções e dinamizo também workshops, rodas e cursos de Parentalidade consciente & Educação Mindfulness.
  • Acompanho crianças num programa de autor Ohana, Crescer Consciente que visa o desenvolvimento consciente da criança e que trabalha corpo e mente.
  • Acompanho as famílias em sessões individuais de Coaching e aconselhamento parental.

Num ano de reinventar, tornei-me também instrutora online certificada e criei dois programas com metodologia própria para educadores e professores e também para mães e famílias.

  • Programas online de autor:

Abraça-te sê a mãe e mulher consciente que queres ser

Escola Consciente – O caminho da educação [Mente e coração]

Estes programas assentam na experiência que tenho no terreno com crianças, jovens e famílias ajudando os adultos na relação que têm com as crianças, estabelecendo relações tranquilas e saudáveis emocionalmente.

 

Frase que me inspira: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.”

 

Caminho na vida com um mantra “Estou aqui para cuidar de ti, com AMOR!”

Ana Rita Brito

Educadora de Infância

Eu sou a Ana Rita, nasci a 12 de outubro de 1982, e sou Educadora de Infância desde 2006. Licenciada na Escola Superior de Educação João de Deus, lecionei nas escolas da João de Deus durante os meus dois primeiros anos. Em 2009 tirei um curso de animação sociocultural e aceitei o desafio de fazer parte da coordenação dos monitores da cidade das crianças que abriu nesse mesmo ano em Portugal: a Kidzania. Em 2012 fiz uma Pós-Graduação em Necessidades Educativas Especiais e desde aí, até à atualidade, trabalha no Externato Rainha Dona Estefânia como Educadora de Infância.

Sou mentora da página no Facebook Educação no Coração. Acredito que uma boa educação é a base de uma sociedade feliz, pelo que publico na página artigos e ideias de como ajudar as crianças a serem CRIANÇAS e a crescerem com alegria e amor.

Fátima Pereira

Fisioterapeuta

Apaixonada pela profissão e pelo mundo da pediatria, acredito que a intervenção da fisioterapia pode fazer a diferença no desenvolvimento dos bebés. Fisioterapeuta especialista em neurodesenvolvimento, intervenho igualmente em crianças com patologias respiratória e ortopédica, tendo também uma vasta experiência em bebés prematuros.

 

Completei o Bacharelato em Fisioterapia, em 1988, na Escola Superior de Saúde de Alcoitão, e a Licenciatura em Fisioterapia em 2003, na Escola Superior de Saúde do IPS-Setúbal. Iniciei a minha carreira profissional em diversas clínicas de Fisioterapia, em Sesimbra, Setúbal e Lagos. Entre 1992 e 1996 trabalhei no Hospital Ortopédico Santiago do Outão. Neste período fui mãe de um bebé prematuro e comecei a desenvolver a minha paixão pelo trabalho com crianças.

 

Frequentei uma Pós-graduação em Tratamento do Neurodesenvolvimento – Bobath, que me proporcionou as bases para o meu futuro profissional dedicado à pediatria.

 

Durante o meu percurso fui cultivando continuamente o desejo de aprender, tendo feito diversas formações, das quais destaco: Fisioterapia Respiratória Guiada pela Auscultação Pulmonar”, “O Toque do Bebé” e “Terapia Manual Pediátrica Integrativa- nível 1”.

Entre 1996 e 2014, colaborei com a Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa e com a Escola Superior de Saúde de Setúbal, como orientadora de estágio do módulo de pediatria, a alunos da licenciatura em Fisioterapia.

 

Desde 1996 exerço funções no Serviço de Medicina Física e Reabilitação do Hospital Nossa Sra. Do Rosário – Centro Hospitalar Barreiro Montijo, EPE, sendo que a partir de 2003, com dedicação exclusiva à fisioterapia em pediatria.

 

Como Fisioterapeuta e como mãe revejo-me na frase de Holding Carter «Existem apenas dois legados duradouros que podemos esperar deixar aos nossos filhos. Um deles são as raízes; o outro, asas.»

Filipa Mendão

Terapeuta da Fala

Eu sou a Filipa Mendão, licenciada em Terapia da Fala e Mestre em Motricidade Orofacial. Frequento uma Pós-Graduação em Terapia da Fala – Intervenção na Infância.

 

A minha intervenção clínica é maioritariamente em crianças na primeira infância e em idade escolar.  Desenvolvo atividade clínica há 8 anos e trabalho em vários locais, nomeadamente no Colégio Pedro Arrupe, no Cadin, no Instituto Belong e na Policlínica Villas de Palmela.

 

Tenho experiência em trabalhar com crianças com perturbações do neurodesenvolvimento, baseado no modelo Floortime.

 

As minhas áreas de maior interesse e trabalho são a comunicação, a linguagem, a fala, a leitura e a escrita.

 

Escrevi o texto “Dificuldades na Linguagem antes do 1ºciclo” da rubrica Estar Bem do Jornal Púbico, publicado em Outubro de 2017.

 

Sou ainda formadora certificada pelo IEFP – CCP.

Diana Morais

Terapeuta Ocupacional

Terapeuta Ocupacional desde 2013 pela Escola Superior de Saúde do Porto. Certificada em Integração Sensorial numa parceria entre a CESPU, a Associação 7senses e a WPS.
Tenho desenvolvido o meu trabalho na área da Pediatria/Neurodesenvolvimento, em contexto privado e, desde 2017, na Associação Portuguesa para as Perturbações do Espectro do Autismo – APPDA-Norte.

Recentemente abri o meu gabinete terapêutico, DIS – Desenvolvimento Infantil Saudável, em Gondomar.

Em 2015, juntei-me a um grupo de colegas, Terapeutas Ocupacionais, para um projeto denominado “ASI 2020 Vision Roadshow”, que pretendia divulgar a Terapia da Integração Sensorial de Jean Ayres®, pela Europa.

Pontualmente, participei no projeto PlayFirst+, que consiste num programa de prevenção e promoção do desenvolvimento para bebés em situação vulnerável, do Hospital São João.

Como formações complementares, participei nos cursos “Ideação e Praxis”, “Terapia Ocupacional no Autismo”, “Integração Sensorial na Alimentação”, “BabySense – Supporting Infant and Child Development Through Sensory Integration”, “O uso da Comunicação Aumentativa e Alternativa”, entre outros.

Rita Antunes

Psicóloga

Mulher.

Mãe.

Sou uma apaixonada pela vida, pela natureza, pela descoberta … pela Infância!

Gosto de Sorrir, levo muitas coisas demasiado a sério e, por isso, preciso de Sorrir e de Brincar como de Oxigénio para Respirar.

 

Psicóloga.

Especialista em psicologia clínica e da saúde, em psicologia da educação, intervenção precoce, necessidades educativas especiais e orientação e desenvolvimento da carreira.

 

A Psicologia foi uma Opção, uma Escolha, que repetia sem hesitar!

 

Investigadora na área do desenvolvimento no WJCR e docente no ISPA-IU.

 

Psicóloga no Serviço da Criança e do Adolescente do Hospital CUF Descobertas, do Hospital CUF Torres Vedras e da Clínica CUF Alvalade.

 

Formadora do Departamento de Formação Avançada ISPA-IU.

Presidente do Clube PHDA – Associação.

 

Autora do jogo psicoeducativo “Os Intergalácticos – uma aventura do comportamento” (2018) e do programa de competências socioemocionais “O Mundo dos Intergalácticos”, em fase final de investigação. Coautora do jogo “Os Exploradores”, da Editora Ideias Com História.

 

 

Vera Marques

Enfermeira de Família

Eu sou a Vera Marques, licenciada em Enfermagem desde 2007 pela Escola Superior de Saúde de Bragança. Tirei a especialidade em Enfermagem de Saúde Comunitária e Saúde Pública em 2017 e Mestrado na mesma área em 2019. Tenho o curso de Suporte Avançado de Vida Pediátrico.

Iniciei a minha atividade profissional na Clínica Médico-cirúrgica de Santa Tecla em Braga, em 2007. Em 2008 iniciei funções na ARS Norte como enfermeira de família, onde me encontro até ao momento.

Como enfermeira numa Unidade de Saúde Familiar, a minha intervenção visa uma abordagem centrada nas famílias ao longo do ciclo de vida, tendo um papel primordial na promoção e educação para a saúde, bem como na manutenção do estado de saúde, promovendo a continuidade dos cuidados com as devidas articulações e parcerias, quer com outros profissionais de saúde, quer com os parceiros comunitários.

Apesar de acompanhar todos os elementos da família, as minhas áreas de maior interesse são a mulher grávida e a saúde infantil, sendo que a maior parte da minha formação é neste âmbito. Assumo funções de responsável da Saúde Infantil na minha USF e sou coordenadora local do Plano Nacional de Vacinação.

Por ter uma paixão pela área da Pediatria, a minha conduta rege-se por uma máxima de Karl Mannheim, que diz: “o que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade”. Por conseguinte, assumindo os pais como principais responsáveis pelos cuidados, dá-me uma motivação especial empoderá-los e capacitá-los para da melhor forma desempenharem esse papel.